Está na hora de sermos marketeiros responsáveis

Neste mês um gentil motorista #soquenao bateu no meu carro e me presenteou com um indesejado #gameover ou perda total. Uma brilhante oportunidade para resgatar o seguro do carro e ver qual é que é do serviço.

Chega de enganar o consumidor

Quando fui ler minha apólice descobri que pago uma taxa extra no seguro para “carro reserva plus”. Primeiro pensei: Por que diabos tô pagando essa taxa extra de carro reserva? Depois fiquei feliz, pois pelo menos, visto que contratei o serviço plus, poderia usar o benefício, que deve ser bom.

Amadoramente pensei que o serviço plus me daria vários dias de carro reserva, o que resolveria boa parte de meus problemas neste mês. Fui ver como era o procedimento para usufruir do benefício e descobri que o plus era o serviço mais básico, depois dele tinha o super plus, o extra plus, o luxo, o ultra power, etc. #Chato

Essa estratégia de marketing fez eu idolatrar meu seguro por uns instantes e odiá-lo pelo resto da vida pela sacanagem de me vender um serviço plus que de plus não tem nada.

Se seu carro dá perda total (e não precisa muito para acontecer), a seguradora levará uns 30 dias para te dar o valor do seguro, se forem arrumar seu carro pode levar até 3 meses. E deste período, 7 dias não pode ser chamado de plus.

Conclusão: Empresas, está na hora de oferecer serviços com valor real para os consumidores. Não somos ignorantes e não dá para vender maçã e chamar de banana.

Também é hora de resolver o problema do cliente

E não criar novos problemas para ele. Solucione o problema e cobre por isso.

Depois desta decepção, fui usar o serviço de carro reserva da minha seguradora. Fiz o procedimento e liguei para a locadora de carros parceira como me indicaram.

Acredito eu que quem vai alugar um carro é porque está sem um carro, caso contrário porque alugaria?

A filial da locadora da minha cidade fica em um ponto cujo acesso é super difícil para quem não tem carro pois fica longe do ponto de ônibus e do trem. É bastante contramão para ir.

Questionei se eles não podiam oferecer o serviço de entrega do carro no domicílio, o que facilitaria muito a minha vida e impediria que eu perdesse metade da tarde de trabalho para ir buscar o carro. Mas eles não possuem.

Meu serviço plus do seguro me dá direito de 7 dias de um carro alugado (e não, não é um carro plus, de plus só tem o nome da apólice e o valor do seguro). Acredito que buscar o consumidor que vai pagar 7 diárias de um carro não seja tão inviável. Mas se o for, poderiam cobrar uma taxa extra e resolver o problema do cliente, ao invés de deixá-lo com um problema a mais.

O consumidor que vai alugar um carro por intermédio do seguro é porque está passando por várias situações de estresse. É só ser gentil e lhe oferecer soluções ao invés de problemas que ele lhe será fiel para sempre. E se seu seguro plus só lhe dá 7 dias de carro, que tal oferecer um desconto para o cliente fechar mais 7 dias? Que tal abrir os olhos para as oportunidades?

Assim, percebemos que ainda há muito para evoluirmos no mercado, ainda não conseguimos aplicar o que Kotler ensinou há uns 40 anos. O P de Place significa colocar sua loja em um lugar de fácil acesso ao seu cliente, pensando nos recurso que seu cliente possui, ou não possui no caso da locadora de veículos. E se isto é impossível, que tal pensar em uma solução para compensar o problema?

Pode parecer bobo, mas precisamos nos dar conta que o consumidor não está buscando um serviço de nome bonito, ele está procurando, mais do que nunca, SOLUÇÕES para seus problemas.

Queremos menos blablabla e mais estratégia de qualidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *